O caminho para um mundo sem as senhas – Infoshot

O caminho para um mundo sem as senhas

95 Views

Com soluções que dispensam o uso de senhas, a Microsoft foi a ISC Brasil mostrar como a área de TI pode ser mais estratégica habilitando o trabalho moderno

Segurança é uma das principais preocupações de indivíduos e empresas hoje em dia. No mundo digital, essa preocupação se expande à medida que os ataques se sofisticam e invadem a vida privada das pessoas e o ambiente corporativo. Frente a esse cenário, soluções mais robustas de segurança são necessárias para proteção. Para a Microsoft, mais do que isso: segurança é condição essencial para um ambiente produtivo, colaborativo e móvel.

Por isso, a Microsoft participou da 13ª edição da ISCBrasil, uma feira e conferência internacional sobre segurança, que aconteceu em São Paulo entre os dias 6 e 8 de março. O evento cobriu o tema segurança em quatro frentes: eletrônica, privada, pública e digital. Com um público de cerca de 18 mil pessoas e mais de 150 marcas expositoras, a ISC Brasil movimentou 850 milhões de reais em negócios e entregou 120 horas de conteúdo aos visitantes.

Visitantes do evento compareceram ao estande da Microsoft

A Microsoft aproveitou o evento para posicionar como a tecnologia possibilita ambientes mais seguros com o poder da computação em nuvem e o uso de InteligênciaArtificial. Um dos casos demonstrados no estande foi o da Uber, no qual uma solução de serviços cognitivos da Microsoft foi utilizada para garantir a segurança do passageiro de que o motorista que está no carro é o mesmo que se cadastrou na empresa. Com uma simples captura de selfie pelo aplicativo, a Face API do Microsoft Cognitive Services checa o rosto do motorista e o compara com o cadastro do Uber, assim liberando-o para efetuar corridas. Essa mesma Face APIestava disponível no estande para os visitantes testarem como o serviço entende o que a câmera capta e informa, por exemplo, qual o gênero e idade da pessoa, se ela é conhecida ou não, e até mesmo qual a emoção que está demonstrando naquele momento.

Demonstração da API do Microsoft Cognitive Services que analisa a imagem da câmera em tempo real

A participação da Microsoft ainda compreendeu duas palestras. Na primeira, com o tema “Já imaginou um mundo sem senhas?”, o especialista técnico da Microsoft, Maiko Oliveiraposicionou as tecnologias que habilitam um mundo onde senhas como conhecemos não serão mais necessárias. Ele mostrou as falhas de segurança que as senhas podem causar, sendo fáceis de serem capturadas por ataques de phishing e custam caro para a área de TI, por conta da redefinição. O novo mundo em que senhas não serão necessárias já existe com soluções como a do Windows Hello, presente no Windows 10. Com essa funcionalidade, o usuário autentica sua máquina por fatores biométricos, como impressão digital ou apenas um olhar para a câmera. Essa função possui nível de segurança de empresa, com o Windows Hello for Business, já utilizado por mais de 200 companhias.

Especialista técnico da Microsoft palestrando sobre o novo mundo sem senhas

Na segunda palestra, intitulada “Jornada de segurança no ambiente de trabalho moderno”, a gerente de marketing de segurança da Microsoft no Brasil, Camila Pedrosa, mostrou que a segurança do ambiente digital da empresa é essencial para garantir práticas modernas de trabalho. Camila comparou a evolução do perímetro de segurança das empresas com um castelo de antigamente, que tinha grandes muralhas para proteção e provocou o surgimento de canhões do lado de quem queria atacá-los. “A TI começou a ficar proibitiva”, comentou Camila, mostrando que hoje para ser mais estratégica ao modelo de negócios da empresa, a TI deve garantir que as identidades dos usuários estejam seguras e o acesso também protegido.

Durante a palestra, foi feita uma demonstração na qual o especialista de produtividade, RandeRodrigues, mostrou como é possível treinar a informação para que ela possa reagir sozinha, evitando, assim, vazamentos. O especialista abriu o Word e digitou uma mensagem que continha um CPF. A própria ferramenta percebeu a inserção de um dado sensível e marcou o documento como confidencial, sendo então impossibilitado de compartilhamentos, impressões, cópias e até capturas de tela.

A presença da Microsoft no evento evidenciou que a tecnologia é a principal aliada da segurança e deve ser enxergada como habilitador e não como obstáculo. Ao pensar em produtividade e colaboração, o ambiente digital deve primeiro garantir identidade e acesso seguro aos usuários para que não haja vazamentos de informações. Modernizar a gestão de identidades e acessos também ajuda a reduzir custos e otimizar recursos, transformando a área de TI em um parceiro mais estratégicoao negócio.

Fonte: Transformação digital

 

Sem comentários